domingo, 2 de fevereiro de 2014

Críticas e elogios

As críticas são tão importantes quanto o ar que respiramos. Façamos bom uso delas e dos elogios também. Aquele que só faz a crítica gratuita sufoca o seu alvo e o que só espera elogios se afoga em sua própria vaidade.

Reinício

Olá! Depois de um longo tempo sem escrever, retomo as atividades por aqui. Em breve, algumas ideias e reflexões sobre o cotidiano.

Um abraço!

sábado, 12 de novembro de 2011

Protesto - lentidão nas obras da BR 101

Notícia que recebi do vereador Dudu Carneiro:


No dia 18, das 14h às 16h, entidades civis, ongs, estudantes, associação de moradores, comerciantes entre outros estarão na cabeceira da ponte de Cabeçuda, na BR-101, para chamar atenção sobre a demora na duplicação do lote 25, principalmente, no trecho de Laguna.
 
A iniciativa é da Câmara de Vereadores do município. O Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit) e a Polícia Rodoviária já foram informados sobre o manifesto.
Os moradores do Bananal, Ponta das Laranjeiras, Cabeçuda, Barranceira, região do Ribeirão Pequeno e do distrito de Pescaria Brava estão sendo mobilizados para também participar.
Na obra de duplicação Sul, a situação mais complicada é o lote 25, entre Itapirubá (Laguna) e Rio Capivari (Capivari de Baixo), são 22 quilômetros, onde as obras foram paralisadas por três anos, por problemas financeiros do consórcio.
Até maio, foram pavimentados 43,18% do trecho. Dos nove viadutos, quatro estão em obras ou nem foram iniciados.
“Os moradores de Laguna devem participar para mostrar que estamos preocupados e queremos o andamento da obra”, disse o vereador Eduardo Carneiro, que juntamente com os parlamentares Jussalva Mattos, Everaldo dos Santos, Aderbal Moreira, Deyvisson da Silva, Orlando Rodriguês realizaram uma reunião para debater o assunto e definir estratégias.
Segundo o vereador Eduardo estamos questionando também a desativação dos serviços da construção da nova ponte em Laguna, as obras de arte que ainda não foram iniciadas na duplicação BR-101.

domingo, 21 de agosto de 2011

Ave, Ave!

Depois de quase vinte anos que a banda lagunense de maior sucesso resolveu pendurar microfones, amplificadores e baquetas, a Ave de Rapina voltou a emocionar os seus fãs na noite fria e chuvosa da última sexta (19.08). Nem mesmo o mau tempo afastou as centenas de amantes da boa música que ocuparam as dependências do Centro Cultural Santo Antônio dos Anjos. Uma sequência de fotos dos integrantes da banda surgiu nos telões e anunciou o início do esperado show. As cortinas se abriram e, no palco, estáticos, os músicos aguardavam o final da exibição das imagens para os primeiros acordes. Naquele momento, depois de tanto tempo sem tocarem juntos, salvo algumas apresentações em eventos beneficentes e um show no Moto Laguna de 2002, certamente uma profusão de sentimentos pairava sobre cada cabeça: nostalgia, ansiedade, alegria, nervosismo, felicidade, etc. A plateia, num clima de verdadeira celebração, também aguardava ansiosa o espetáculo. Eduardo Paes (baterista) chama a primeira música, cantada por Gero Perito, que mais adiante mostrou sua nova música: "No mesmo tom". O público, enfim, volta a ouvir, ao vivo, uma das maiores bandas do pop/rock/blues de Santa Catarina. João Rodrigues Jr. (voz) surge apenas na segunda música para (en)cantar "Sons, baladas e blues", o maior sucesso da trupe. Delírio total! Ao meu lado, flagro um verdadeiro amante da música aos prantos, completamente emocionado com aquele revival. Sucessos em sequência e eis que a banda surpreende com alguns covers, entre eles "Take a look at me now", de Phill Collins, maravilhosamente interpretada pela estreiante Braiane (backing vocal). Nesta música, outras surpresas: o belo solo de sax da também estreiante Érica e a subida ao palco das filhas de Samir (baixo e backing vocal) para beijar o paizão. Lembrei de minhas filhas e também fui às lágrimas! E como o show não pode parar, com uma nova roupagem e destaque para os timbres de bom gosto do tecladista Jair Foss, a banda tornou dançante o sucesso "Sem frescura". O guitarrista Marcelo Carneiro (da antiga formação) fez participação especial em duas músicas e com a experiência que trouxe do rock foi à frente do palco e mostrou como se faz um ótimo solo de guitarra. Erwin Brandl comandou as guitarras nas demais músicas, foi bem e mostrou segurança em sua estreia. Outra boa surpresa durante show foi a subida ao palco de Gilson Ramos. Compositor de "Carisma", o vocalista da banda Sentapua dividiu o vocal do hit com João Rodrigues. Na percussão, Jackson Foss dava o tempero ao ritmo ditado pelo experiente baterista Eduardo Paes, um dos maiores entusiastas do retorno da banda. Uma das músicas mais esperadas da noite levantou a plateia. Em "Suicida", o multiartista João Rodrigues colocou todos para dançar e ainda foi ao encontro do público, deixando que alguns cantassem trechos da canção. Não faltava mais nada, a festa estava perfeita! Ao final, após pedido de bis, um repeteco de "Sons, baladas e blues", desta vez com a participação especial de Jamile, cantando ao lado do pai Samir. Não haveria chuva, frio ou vento que diminuísse o encanto de uma das noites mais bacanas dos últimos tempos. O retorno da banda Ave de Rapina aos palcos é o resgate de nossa boa música e de nossa cultura. Parabéns, rapazes. Ave, Ave!!!        

domingo, 7 de agosto de 2011

Boxe, Vale-Tudo UFC...

Acabei de ler uma manchete mais ou menos assim: "Vitor Belfort dá show e nocauteia no 1º round".

Pois eu não assisto a estas lutas e jamais assistirei. Com todo o respeito, mas em pleno Séc. XXI nós vibramos estas lutas entre dois seres humanos, cada um tentando atingir o outro em seus pontos vitais até derrubá-lo??? Está certo isso? Não parecem aquelas lutas na antiga Roma em que os gladiadores lutavam, na maior partes das vezes, até a morte?

Não darei audiência a tal barbaridade e espero que não demore nem um século para que nos envergonhemos disso, tal como ocorre hoje ao lembrarmos dos gladiadores.

sábado, 23 de julho de 2011

Do Blog do Preto Cripa

Vai começar a Obra!


A importante obra da nova orla da Praia do Mar Grosso terá fundamental ato, na noite de hoje. Acontecerá no Flipper Hotel, a partir das 20 horas, a entrega da Ordem de Serviço, para a empresa vencedora da licitação. O convite é aberto para todos que gostam de Laguna e o prazo para início dos trabalho é de até 7 dias. Em outras palavras, vai começar...

Abaixo o meu comentário:

Esta conquista é de todos os que gostam de Laguna e mostra a importância da sociedade civil organizada. A Samar (Sociedade Amigos do Mar Grosso), a cada prefeito que chegava, encaminhava pedido para a reestruturação de nossa orla. Finalmente foi atendida. Também, há uns vinte anos atrás, diversos amantes de Laguna entraram com Ação Popular para desfazer um convênio que era prejudicial à cidade e ao Mar Grosso. Ganharam e o Município vai recuperar um patrimônio que vale uma nota (coisa de milhões). Parabéns a todos (do setor público e privado) que participaram destas conquistas! Fernando Faria.